Pra que serve o colágeno?

Pra que serve o colágeno?

O colágeno é uma proteína estrutural básica, formada por três cadeias dos aminoácidos específicos glicina, prolina, hidroxiprolina e arginina, enroladas umas nas outras, formando uma tripla hélice. É um componente essencial dos tecidos e sistema esquelético, sendo encontrado como constituinte da pele, tendões, cartilagens, ossos e tecido conectivo.

Há quatro tipos de colágeno, numerados de I a IV. Eles diferem entre si pela estrutura química, pelo modo de associação entre suas moléculas, pelas funções que desempenham e pelas doenças que a sua má-formação e a sua produção excessiva ou insuficiente podem causar.

O colágeno I é o mais abundante e está presente na pele, nos ossos, nos dentes e nos tendões. Apresenta-se sob forma de fibras grossas, sendo por isso o mais resistente a tensões.

O colágeno II é encontrado nas cartilagens e produzido pelas células cartilaginosas. Como não forma fibras, só é visível com microscópio eletrônico. Associa-se a outras células da matriz extracelular, ligando-se fortemente à água. Ele funciona como uma esponja, cedendo água quando pressionado e voltando a forma primitiva quando a pressão cessa. Torna-se, assim, uma espécie de mola muito importante, que permite ao joelho, por exemplo, aguentar todo peso do corpo. Nas pessoas obesas, ele frequentemente se desgasta, o que causa problemas de locomoção. 

O colágeno III é constituído por fibras nas artérias, no músculo dos intestinos e do útero e em órgãos como o fígado, o baço e os rins. É produzido pelas células musculares e outros tipos de células. As fibras deste tipo de colágeno apresentam certa elasticidade, e por isto são sempre encontradas em órgãos de forma variável, como intestino, útero e nas artérias. 

O colágeno IV é formado por moléculas de colágeno que não se associam em fibrilas, mas prendem-se umas as outras pelas extremidades, formando uma rede semelhante a uma tela de arames. Ele se associa a várias moléculas não fibrosas da matriz extracelular e forma uma membrana contínua que separa certos tecidos. Em certas regiões desempenha o papel de filtro. Isto é bem evidente nos rins, onde filtra a urina a partir do sangue. É produzido pelas células epiteliais, musculares e pelas células dos capilares sanguíneos.

Cerca de 70% da pele é composta por colágeno e uma de suas funções essenciais é formar as fibras que dão sustentação à pele, fortalecendo os tecidos, e promovendo a elasticidade e firmeza à pele.

Alguns fatores como a glicação, causada pelo consumo exagerado de açúcar e carboidratos, tabagismo, excesso de sol e até mesmo o estresse pode causar uma diminuição na produção de colágeno, reduzindo a elasticidade e a hidratação da pele, causando rugas, flacidez, celulite e estrias.

O colágeno também está presente na fibra capilar e nas unhas, tornando-os mais fortes e auxiliando em seu crescimento.

Um organismo saudável necessita de colágeno para a manutenção do tônus muscular e de uma pele firme. Pesquisas mostram que, por volta dos 25 anos, o organismo começa a diminuir a produção de colágeno em contraposição à necessidade constante dessa importante molécula no processo de rejuvenescimento e reparação celular.

Aos 50 anos, o corpo só produz em média 35% do colágeno necessário. Supõe-se que esta seja uma das principais causas do envelhecimento. Com a diminuição do colágeno, os músculos ficam flácidos, diminui a densidade dos ossos, as articulações e ligamentos perdem a elasticidade e a força, a cartilagem que envolve as articulações fica frágil e porosa.

Por isso é importante a suplementação de colágeno, que pode ser pela ingestão do colágeno hidrolisado. Este é um peptídeo de colágeno do tipo 1, que foi transformado industrialmente, se tornando um produto solúvel e digerível, cuja absorção é facilitada no organismo. O colágeno hidrolisado possui ação global no organismo, podendo ser indicado para praticantes de atividade física, idosos, pacientes submetidos à cirurgia bariátrica, pessoas que desejam melhorar a saúde da pele, cabelos e unhas e reposição proteica. Suas ações incluem melhora na osteopenia, osteoporose, perda óssea, firmeza muscular e de pele e saúde articular.

Para saber mais sobre o colágeno clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!